5 Conselhos úteis para uma mãe de gêmeos de primeira viagem

5 Conselhos úteis para uma mãe de gêmeos de primeira viagem

Como já dizia o ditado: Se conselho fosse bom, a gente não dava, a gente vendia, não é mesmo?

Mas no nosso caso, a gente dá conselho sim.

Pois, só uma mãe de gêmeos de primeira viagem sabe o quanto é importante dar e receber ajuda.

Aprendemos desde o início da gravidez, que vida da mãe gemelar não é nada fácil.

Sintomas em dobro, hormônios a mil por hora, dúvidas sobre o parto…

E depois de passar por tudo isso, e finalmente estar com nossos bebês em casa…

Uma nova jornada se inicia. E tão logo nos deparamos com as descobertas e os muitos desafios da maternidade gemelar.

Se você se identifica com o que estou falando, e está passando pelas dificuldades dos primeiros meses, vai ai 5 conselhos de uma mãe de gêmeos, também de primeira viagem especialmente para você.

Leia também:

# Conselho 1 – Tenha calma o começo é mais difícil mesmo 

Sei o quanto é desesperador os primeiros meses da maternidade. Ainda mais, quando se trata de uma mãe de gêmeos de primeira viagem. São tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, que mal conseguimos entender essas mudanças.

É como se tivéssemos saído de um mundo, e entrado em outro totalmente novo (e na verdade é isso mesmo). São tantas tarefas para fazer com nossos bebês, que as 24 hs. do dia acabam não sendo suficiente.

Mas tenha calma, eu também passei por isso, e sei que a impressão que dá é que essa fase nunca vai passar. Mas ela passa sim.

A turbulência é mais nos primeiros meses. Para algumas mães as coisas começam a melhorar depois dos três meses, para outras depois dos seis.

Fato é que com o tempo você vai pegando o “jeitinho”, vai criando sua rotina e as coisas vão se tornando bem mais fáceis. 

# Conselho 2 – Cuidado nem sempre é depressão pós-parto

Durante a gestação, muitas de nós lemos que a depressão pós-parto na gravidez de gêmeos é muito comum. Mas é preciso ter em mente, que na maioria das vezes o que estamos vivendo é simplesmente reflexo do puerpério.

O puerpério é uma fase bem complicada onde temos que se recuperar do parto, cuidar dos bebês e ao mesmo tempo tentar entender as mudanças ocorridas em nossas vidas.

E muitas vezes, quando nos encontramos desesperadas, estressadas, já no nosso limite, podemos pensar: É depressão, só pode ser!

No entanto, nessa hora é preciso “por a cabeça no lugar”, e tentar entender o que está acontecendo com você. Pois, é muito comum passar por esses sentimentos, ainda mais quando se é mãe de gêmeos de primeira viagem.

Um livro que me ajudou muito nessa época, e que eu sei que ainda ajuda muitas mulheres a enfrentar esses desafios, é o livro: A Maternidade E O Encontro Com A Própria Sombra. Vale a pena a leitura.

Entretanto, se você sentir que sua emoções estão além do esperado pra essa fase, e sentimentos como não querer cuidar dos bebês e querer ficar sempre sozinha. Sugiro que você procure ajuda de um médico.

# Conselho 3 – Tenha paciência com o tempo eles vão dormir melhor

Para a sorte de algumas mães, alguns bebês dormem muito bem desde o início. Mas, infelizmente a realidade pra outras pode ser bem diferente.

Eu mesma não tive essa sorte. As minhas gêmeas só dormiram bem nos primeiros 20 dias (quando estavam na UTI), depois que vieram pra casa foi uma fase bem difícil. E no meu caso, a melhora no sono delas veio somente depois dos 10 meses.

Se você está sofrendo porque seus gêmeos não dormem bem nem de dia nem de noite, saiba que é apenas uma fase, “uma hora vai passar”. 

É um mundo novo pra você, mas especialmente para eles. Os bebês não sabem distinguir o dia da noite, e ainda não tem um padrão de sono definido.

Por isso, é tão importante criar uma rotina para eles.

E um erro que muitos pais cometem, é querer privar os bebês da soneca do dia achando que eles irão dormir melhor a noite.

Mas, bebês devem e precisam tirar sonecas diurnas!

Caso você tenha adaptado uma rotina e seus gêmeos já tiram a soneca. Tenha paciência, logo logo eles se adaptarão e as coisas vão melhorar.

# Conselho 4 – Talvez seja a hora de tirar o mama da madrugada

Por falar em sono do bebê, a mamada da madrugada é uma questão que também precisa ser avaliada. Isso porque, ela nem sempre é necessária e querendo ou não ela acaba impactando na qualidade do seu sono e dos seus bebês.

Para tirar o mama da madrugada, alguns pontos devem ser considerados: tempo de vida dos gêmeos, peso, se eles usam ou não mamadeira etc.

Eu não posso dizer para você fazer essa retirada hoje. Mas te aconselho a ter essa conversa com o pediatra do bebês.

Ainda assim, tirar o mama não significa que seus gêmeos dormirão a noite toda. Mas na maioria dos casos, há uma grande melhora na qualidade do sono da família em geral.

# Conselho 5 – Não se culpe por dar mamadeira

Sei que muitas mães de gêmeos conseguem amamentar seus bebês exclusivamente no peito, e isso é ótimo! Não tem como negar que o leite materno é o melhor alimento para todos os bebês do mundo!

Mas sei também, que muitas mães passaram a gestação toda se preparando e desejando amamentar. Mas por algum motivo não conseguiram.

E se não bastasse a frustração por não ter conseguido amamentar ou ter que complementar, muitas dessas mulheres acabam sendo julgadas por estar dando fórmula infantil para os seus bebês.

Portanto, se você está complementando e gostaria de voltar a amamentar exclusivamente, não desista da amamentação, ainda há chances de reverter essa situação!

Existem alguns fatores que garantem o sucesso na amamentação exclusiva. Logo, o que você pode fazer de repente é contratar uma consultora especializada no assunto, ela poderá te ajudar com muitas dicas e técnicas, como por exemplo a relactação

Outra dica que posso dar, é que você participe de grupos onde as mulheres trocam experiências e dicas sobre o aleitamento materno. No caso das mães de gêmeos, tem o grupo do Facebook Falando de Amamentação Gemelar. Os membros desse grupo são formados por mães, gestantes e também especialistas.

Lembre-se que a coisa mais importante nesse mundo de mãe de gêmeos, é ver os bebês pegando peso e se desenvolvendo bem. A mamadeira não tem o poder de cortar o vínculo que você tem com seus filhos, e nenhuma mãe é menos mãe por não ter amamentado. Tire essa culpa de dentro de você e não permita que alguém te julgue por isso.

Compartilhe esse texto com outras mães de gêmeos.

Tags: |