Seu filho morde ou foi mordido? entenda porque isso acontece

Seu filho morde ou foi mordido? entenda porque isso acontece

A fase das mordidas, é um período que deixa qualquer mãe com os nervos a flor da pele. Seja quando o seu filho morde ou é mordido na escola, ou quando as mordidas acontecem dentro de casa.

Mas você sabe porque as crianças mordem?

Bom, muitas pessoas acreditam ser por maldade, ou simplesmente para causar dor naquele que recebeu a mordida.

Entretanto esse é um pensamento errado. Pois, existem diversos fatores que explicam esse comportamento na fase infantil, e é sobre isso que vamos falar hoje.

Leia também:

Porque os bebês mordem

Desde que os pequenos vem ao mundo, a unica forma de comunicação deles é pela boca. Os bebês choram quando estão com fome, quando estão com sono, quando estão com dor ou quando estão com as fraldas sujas.

E na medida que vão crescendo, eles começam a perceber o mundo ao seu redor. Então uma forma de aprofundar sua percepção das coisas é mordendo brinquedos e objetos, ou levando as mãos na boca.

Foto: Freepik

Porque as crianças mordem outras crianças e quando começa essa fase

Nos primeiros 2 anos de vida, as crianças já falam algumas palavras. No entanto, elas ainda não conseguem expressar suas emoções com tanto exatidão, e é ai que entra a terrível fase das mordidas.

Pois, é no ato de morder que a criança demonstra que algo não está bem com ela.

Essa fase inicia por volta de 2 anos e geralmente vai até os 3 anos de idade. No entanto, nem todas as crianças passarão por isso.

Os motivos que mais levam os pequenos a morder outra criança, são:

  • Brigas frequentes ou a separação do seus pais;
  • Frustração, medo ou insegurança;
  • Para chamar atenção;
  • Para expressar o amor que sentem;
  • Quando estão muito cansados;
  • Quando estão ociosos;
  • Quando sentem ciúmes.

Como agir quando o filho morde ou é mordido na creche

Nos primeiros anos da escola, é comum ocorrer as temidas mordidas entre seu filho e os amiguinhos dele. Afinal, essa é uma idade que as crianças ainda não sabem falar direito, e como falado anteriormente se algo não agrada o pequeno, morder é uma das formas de demonstrar sua frustração. 

Se o seu filho foi mordido, é necessário compreender que não existem culpados, assim como ele foi mordido hoje, amanhã ele poderá morder alguém também.

Se o seu filho mordeu algum amiguinho, certamente você receberá um aviso na agenda ou o recado será dado pessoalmente. Neste caso, é preciso entender que o educador (a), só está fazendo a parte dele, e a sua parte será conversar com seu filho para saber se tem algo aborrecendo ele, e ao mesmo tempo explicar que morder o amiguinho é errado.

Porque as crianças mordem seus irmãos

A fase da mordida entre irmãos, sem dúvidas é a pior. Isso porque quando estamos em casa com nossos filhos, nosso tempo é muito escasso, e não conseguimos perceber a tempo quando acontecerá a mordida.

No caso da mãe de gêmeos, a fase costuma ser bem mais intensa. Afinal, as crianças são da mesma idade, fazem tudo junto e estão descobrindo as coisas ao mesmo tempo. 

O fato de um irmão morder o outro, pode estar relacionado a disputa de espaço ou brinquedos, e também insegurança afetiva. Por achar que os pais estão dando mais atenção ao outro irmão. 

É preciso observar e tentar desvendar realmente qual é o fator que está ocasionado essa atitude na criança.

Lembro como se fosse hoje quando chegou a fase das mordidas das minhas gêmeas. Sem exagero nenhum, bastava virar as costas que uma mordia a outra.

A fase terminou por volta de 3 anos e meio, e para nós mamães é realmente difícil ver um irmão machucar o outro.

Como agir diante da fase das mordidas

Apesar de ser muito difícil lidar com essa situação, é preciso agir com maturidade e tentar deixar as emoções de lado, portanto:

Jamais bata, xingue, castigue ou morda seu filho por ele ter mordido alguém, pois, na “cabeça dele” isso só reforçará que o ato de morder é correto.

Converse muito e se possível, mostre através das marcas da mordida que isso causou dor e tristeza na criança/ou irmão. E mesmo que esse comportamento se repita, é preciso persistência com o pequeno. 

Se as mordidas ocorrerem entre irmãos, procure dar atividades que entretam e preencham o espaço vazio deles.

E mais importante que tudo! nunca rotule uma criança que morde como maldosa ou mal caráter. Afinal, essa é uma etapa esperada no desenvolvimento infantil, e tende a passar quando a criança já conseguir falar bem.

Achou esse texto útil? Compartilhe.

Créditos para a imagem em destaque: Freepik.com

Deixe seu comentário

Tags: